Notícias / BabyDOL

VOCÊ JÁ FOI VÍTIMA?

Violência obstétrica: como identificar, denunciar e combater?

A violência obstétrica pode ser física e/ou psicológica e atinge boa parte das mulheres e bebês em todo o país.

quinta-feira, 24/09/2020, 13:10 - Atualizado em 24/09/2020, 13:15 - Autor: Andressa Ferreira


Especialista explica como identificar a violência obstétrica, além de como denunciar e combater a prática.
Especialista explica como identificar a violência obstétrica, além de como denunciar e combater a prática. | Emerson Coe/DOL

Você sabe o que é violência obstétrica, como identificar ou denunciar? Violência obstétrica é um termo utilizado para caracterizar os abusos sofridos no momento da gestação, parto, nascimento e/ou pós-parto, inclusive no atendimento ao abortamento.

Segundo o Ministério da Saúde, a violência pode ser física, psicológica, verbal, simbólica e/ou sexual, além de negligência, discriminação e/ou condutas excessivas ou desnecessárias ou desaconselhadas, muitas vezes prejudiciais, que podem tornar um dos momentos mais importantes na vida de uma mulher em um momento traumático. 

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, caso a mulher sofra violência, ela pode denunciar no próprio estabelecimento ou secretaria municipal/estadual/distrital; nos conselhos de classe (CRM quando por parte de profissional médico, COREN quando por enfermeiro ou técnico de enfermagem) e pelo 180 ou Disque Saúde – 136.

Como a violência obstétrica se manifesta? Quais os tipos e exemplos? Por que é importante falar sobre o assunto?

No BABY DOL dessa semana, a pediatra Jéssica Nicole Fialho, explica como identificar a violência obstétrica, além de como denunciar e combater a prática. 

Assista: 

Veja também:

Reportagem: Andressa Ferreira (@maedobenicio_)

Edição: Kleberson Santos

Multimídia: Emerson Coe

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS