Notícias / Notícias Brasil

VIOLÊNCIA

Mulher é torturada de várias formas na frente dos ex-sogros por quase 24 horas

terça-feira, 04/08/2020, 12:06 - Atualizado em 04/08/2020, 13:40 - Autor: Com informações do portal O Livre


Agressões e tortura foram assistidas pelos ex-sogros da vítima.
Agressões e tortura foram assistidas pelos ex-sogros da vítima. | Tangará em Foco/Divulgação

Uma mulher viveu momentos de terror nas mãos do ex-marido. A vítima foi espancada e torturada por quase 24 horas, na frente dos ex-sogros.

As agressões tiveram início no sábado (01) por volta das 9h da manhã e duraram o dia todo e parte da noite. A vítima, 38 anos, só conseguiu fugir e pedir socorro quando o ex-marido dormiu.

As sessões de tortura e espancamento ocorreram na casa dos ex-sogros da vítima, no Bairro Jardim Olímpico, em Tangará da Serra (250 km de Cuiabá). Segundo a vítima, eles assistiram tudo e não fizeram nada para cessar a violência. 

A mulher foi levada pelo Corpo de Bombeiros para uma unidade de saúde, com o rosto deformado e várias lesões. 

Segundo a Polícia Militar, a vítima relatou que foi agredida com chutes, socos e torturas feitas com fios de energia. No Boletim de Ocorrência, policias relataram que encontraram a mulher com um corte profundo na testa, causado pelas diversas vezes em que ela foi lançada contra a parede e o corpo cheio de escoriações. 

Ainda de acordo com a PM, a vítima contou que foi afogada em um tanque, que teve a cabeça dada contra a parede e os documentos todos queimados pelo agressor e, que implorou por socorro a mãe e ao padrasto do ex-marido, mas eles negaram qualquer tipo de ajuda. 

Os policiais foram até a casa do suspeito e encontraram os ex-sogros da vítima, de 39 e 55 anos, que foram presos por omissão de socorro, apropriação indébita, omitir-se em face de condutas de tortura, e ainda como cúmplices de sequestro e cárcere privado e “tortura, submetendo alguém sob sua guarda, poder ou autoridade, com emprego de violência ou grave ameaça, a intenso sofrimento físico ou mental, como forma de aplicar castigo pessoal ou medida de caráter preventivo”.

O agressor está foragido. Quando encontrado, segundo a PM, ele deve ser indiciado por tentativa de homicídio doloso.

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS