Notícias / Política

POSICIONAMENTO

Gilmar critica excesso de militares na Saúde e cita "genocídio de índios"

terça-feira, 14/07/2020, 18:50 - Atualizado em 14/07/2020, 18:50 - Autor: Com informações de Matheus Teixeira/Folha de S. Paulo


A declaração foi feita durante uma live realizada nesta terça-feira (14).
A declaração foi feita durante uma live realizada nesta terça-feira (14). | Nelson Jr./ASCOM/TSE

Durante as declarações dadas na live “O Supremo Tribunal Federal nas Três Décadas de Ordem Democrática Pós 88: Conquista e Desafios”, realizada nesta terça-feira (14), o ministro do STF, Gilmar Mendes, criticou mais uma vez o envolvimento das Forças Armadas na gestão da saúde pública do país.

95% dos brasileiros acreditam que polícia é racista, mostra pesquisa

Gilmar Mendes foi infeliz ao associar Exército a governo genocida, diz Leandro Mazzini

Para Mendes, o Exército estaria se associando a um genocídio por ter integrantes nos principais cargos do Ministério da Saúde durante a pandemia da Covid-19. Ao falar sobre os povos indígenas, mencionou um grupo que, segundo ele, mostra que o Brasil “pode estar cometendo um genocídio contra essa população”.

Ainda em relação à doença, o ministro do STF debateu a responsabilidade das Forças Armadas na crise sanitária, que seria necessário “evitar que a instituição caia nos truques que são naturais da política”.

Confira abaixo a live na íntegra:

Conteúdo Relacionado


4 Comentário(s)

Exibir mais comentários

MAISACESSADAS